cee-logo-faixa-920x90-alpha

Presidente participa da VI Conferência Internacional de Educação de Jovens e Adultos em Brasília

Tamanho da fonte:

Texto e fotos: CEE/TO

Imagem 1

O Presidente do Conselho Estadual de Educação, professor Maurício Reis Souza do Nascimento, participa da VI Conferência Internacional de Educação de Jovens em Adultos – Confintea, iniciada nesta segunda-feira, 25 de abril de 2016, em Brasília. Participam do evento professores/as em educação, gestores estaduais e municipais, conselheiros estaduais de educação, membros de movimentos sociais e ONG, além dos Fóruns de EJA e universidades diretamente ligadas à educação de jovens e adultos.

A conferência que encerrará no dia 27 de abril do corrente ano está sendo organizada pelo Grupo de Trabalho (GT) do Fórum Nacional de Educação (FNE) e tem como temática a Educação ao Longo da Vida (ELV), voltada para jovens e adultos.

O objetivo principal do Confintea Brasil +6 é realizar um balanço das ações educacionais promovidas no país e levantar subsídios que proporcionem o cumprimento dos compromissos firmados durante o VI Confintea realizado em Belém, em 2009.

Além da Reunião de Repercussão do Marco de Ação de Belém nas Políticas Públicas da EJA no Brasil, estão previstas atividades culturais, oficinas temáticas e painéis que discutirão a educação de jovens e adultos no mundo.

Para a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI) do Ministério da Educação (MEC), consolidar uma política de EJA na perspectiva de ELV é fundamental para o avanço da educação no Brasil e tornou-se uma agenda posta pela conjuntura social, econômica e política do mundo contemporâneo.

Imagem 2
Fonte: PNAD IBGE 1992 a 2014

De acordo com a Assessoria de Comunicação Social do Fórum Nacional de Educação e SECADI, ao longo das últimas seis décadas, a Unesco promoveu seis Conferências Internacionais de Educação de Adultos. Elas são conhecidas recentemente como Confintea (Conferência Internacional de Educação de Adultos, do francês, Conférence Internacionale sur I'Education de Adultes). Nos últimos 60 anos, foram essas Conferências que debateram e indicaram as grandes diretrizes e políticas globais da educação de adultos para o período entre uma Conferência e a próxima. Realizada desde 1949, a cada 12 anos, ela tem como objetivo debater e avaliar as políticas implementadas em âmbito internacional para essa modalidade de educação e traçar as principais diretrizes que nortearão as ações neste campo. O Brasil foi o primeiro país do Hemisfério Sul a sediar uma Conferência Internacional de Educação de Adultos. Ela foi realizada, em Belém, no Pará, em 2009, e, aprovou a resolução denominada "Marco de ação de Belém".

Tradicionalmente, a cada seis anos, no intervalo entre as Conferências um balanço das recomendações aprovadas é feito. O coordenador da Cátedra da UNESCO em Educação de Jovens e Adultos, Timothy Denis Ireland afirma que uma proposta está sendo discutida para a realização de um evento global, possivelmente no Japão, em dezembro de 2016, para este balanço.

Veja a programação:
Imagem 3

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or