cee-logo-faixa-920x90-alpha

Solenidade de posse do novo conselheiro

Tamanho da fonte:

posse-flavio-luis

Foto: Cristiane Bazzo / CEE-TO

Foi empossado na tarde desta segunda-feira, 3/11, o novo conselheiro Flávio Luís Rodrigues Sousa. No ato de posse, o conselheiro e presidente do Conselho Estadual de Educação do Tocantins, Cicinato Mendes da Silva, falou da importância do espírito de cooperação na luta por uma educação mais justa e de mais qualidade. Cicinato colocou que o companheiro Flávio um cidadão compromissado, que tem uma missão religiosa voltada para a congregação franciscana.

O conselheiro e professor Tibúrcio Gabino de Sousa fez uma saudação ao novo colega, declarando que as palavras são de boas-vindas e cumprimentou-o com a expressão franciscana: “Paz e bem.” Destacou que tratava-se de uma sessão histórica, porque cada conselheiro que compõe as plenárias do CEE/TO somam esforços mútuos. Segundo Gabino, “aqui os trabalhos não são divididos. A lição de casa é feita conforme a missão de Jesus cristo, em que se multiplicam os esforços e ainda sobram cestos, que servem ao nosso espírito produzindo paciência e perseverança.” Disse mais: “São Francisco encorajava seus frades com a seguinte frase: ‘Até agora não fizemos nada. Vamos começar tudo de novo’. O senhor nos ajudará nesta tarefa. Com a sua participação prestará a causa do estado um grande serviço.”

O senhor Flávio Sousa apresentou-se aos conselheiros presentes, afirmando que tem um ano que reside em Palmas, é mineiro, de Formiga. Morou a maior parte da vida em Belo Horizonte e, aprouve aos maristas o enviarem em missão a Palmas – Tocantins. Disse que toda vez que assume um colégio, assume uma missão. Agradeceu a acolhida e espera poder colaborar.

Para encerrar, o presidente do CEE/TO fez uma leitura bíblica de versículos dos livros do profeta messiânico Isaías e do apóstolo São Paulo aos tessalonissences, em alusão ao dia de finados, 2/11, e deixou uma mensagem de esperança a todos os homens pela ressurreição de Jesus Cristo.

Confira as atribuições dos Conselheiros, de acordo com o art. 35, do Regimento Interno do Conselho Estadual de educação do Tocantins:
a) estudar e relatar, nos prazos estabelecidos, as matérias que lhes forem distribuídas pelo Presidente;
b) submeter ao Plenário todas as medidas julgadas úteis ao efetivo desempenho das funções do Colegiado;
c) votação de matéria em regime de urgência;
d) desempenhar outras funções que lhes forem atribuídas pelo Presidente.

posse-flavio-luis2

Foto: Cristiane Bazzo / CEE-TO

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or